Segundo governo Vargas e a pressão nacionalista

1º) Na eleição que trouxe Vargas novamente ao poder em 1950, e no decorrer de sua gestão, exacerbou-se o processo de polarização de tendências na opinião nacional e nas Forças Armadas. O embate deu-se entre os nacionalistas e os rotulados de “entreguistas”, pelo fato de terem uma concepção mais liberal a respeito da participação do capital estrangeiro na economia nacional.

2º) Já na campanha, o discurso de Vargas fazia prefigurar alterações na política externa brasileira. O populismo, o nacionalismo e o anti-imperialismo tornaram-se, aliás, categorias cada vez mais presentes no discurso político dessa época. A maré montante nacionalista pressionou, com intensidade crescente, o Poder Executivo, cobrando-lhe a adoção de medidas concretas.

 

Annunci

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...