O multilateralismo da reciprocidade: expressões – Economia internacional G8 e G20

1º) A característica básica das relações econômicas internacionais do Brasil consiste na busca da real interdependência, isto é, da reciprocidade na realização de interesses, por meio da negociação em múltiplas esferas e da internacionalização econômica

2º) Desde 2003, a negociação incorpora essa economia política e condiciona a atuação na OMC, na ALCA e com a União Europeia, bem como na articulação de coalizões com países emergentes.

3º) A estratégia tem por fim fortalecer laços com o maior número possível de nações, blocos e regiões, INDEPENDENTEMENTE DE REGIÃO GEOGRÁFICA, porém com ênfase no hemisfério sul, por onde melhor desfilam os interesses brasileiros. Com efeito, em 2004, a Argentina era o segundo maior destino das exportações brasileiras, depois dos Estados Unidos, e a China o terceiro, recebendo os países do sul 50% das exportações totais. Em 2010, a China torna-se o primeiro parceiro comercial do Brasil. 

4º) Nas relações economias com a União Europeia e os Estados Unidos, a liberalização sem limites de fluxos empresariais, financeiros e de produtos NÃO condiz com a realização do interesse nacional, visto que o país ainda não os alcança em produtividade. Por meio da liberalização sem limites, o Brasil colocaria em risco sua vocação industrial. Entende-se desse modo a rejeição dos tratados de livre comércio que perpetuam assimetrias, a busca de parcerias e coalizões ao sul, o cuidado com o Mercosul, a construção da unidade econômica sul-americana, todos esses sendo traços do realismo da política exterior.

5º) A crise financeira que tem origem em Setembro de 2007 nos Estados Unidos e atinge depois a Europa, segundo o mesmo curso da crise do capitalismo de 1929, revela o novo equilíbrio da economia internacional e evidencia, desse modo, o acerto da política econômica internacional do Brasil, que cultiva fortes vínculos com o norte, porém reage logisticamente diante da mudança

6º) Na cúpula da Alemanha, o G8 convidou o G5 (China, Índia, Brasil, México e África do Sul), oferecendo a oportunidade para o presidente Lula de comparecer às negociações dos ricos. Em sua 35º cúpula, o G8 propunha restruturar-se em G14 (G8+G5+Egito). O convite feito ao G5 não corresponde a uma cortesia, mas ao peso desses emergentes para o encaminhamento dos temas e a solução dos problemas em âmbito global.

7º) Quando as economias desenvolvidas entraram em recessão, em 2008, o G8 é forçado a diluir-se no G20, que reúne as vinte maiores economias mais a União Europeia, foro criado então para estabelecer medidas contra a especulação e de relance do crescimento.

8º) A estagnação econômica dos países ricos repercute negativamente sobre a economia brasileira de três modos:

  • Queda das exportações, especialmente de manufaturados,
  • Dos investimentos diretos
  • Ritmo de crescimento econômico

9º) A reação diante desses efeitos também se desdobra em três iniciativas, uma interna e duas externas:

  • Intensificação dos investimentos do PAC (interna)
  • Reforço das coalizões ao sul com o fim de alcançar a reforma do sistema financeiros internacional, do FMI e do Banco Mundial
  • Repasse de 10 bilhões de dólares ao FMI para aumento de suas disponibilidades

10º) Nas reuniões dos fóruns econômicos, o governo brasileiro apresenta o biocombustível para o desafio energético, que é percebido em nível de relevância similar à da China para a mudança climática, em razão de sua grande população e seu elevado ritmo de crescimento.

11º) O tema da proteção dos investimentos deslocou-se para acordos bilaterais. Nova forma de protecionismo aparece no debate, introduzida por países como Canadá e Estados Unidos, que difundem a liberdade de investimentos, mas começam a estabelecer e mesmo proibir negócios que conduzam à aquisição de suas empresas estratégicas por países emergentes mediante transferência de ações.

 

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...